Prazeres e memórias associadas ao olfato


Mais do que qualquer outro sentido, o olfato está intimamente ligado às nossas emoções. É o mais primitivo dos nossos sentidos e tem conexão direta com o sistema límbico, região do nosso cérebro associada às emoções, memória, aprendizado, prazer e motivação. É por causa dele que sentimos aquela alegria ao sentir o cheiro do café passado na hora, temos aquela lembrança boa com o cheirinho do bolo da vovó saindo quentinho do forno e nos sentimos aconchegados ao cheirar a pessoa que amamos.


Não é a toa que a indústria de alimentos investe pesado em aromatizantes: estimulando o olfato da forma correta, o prazer e a memória ao consumir o alimento serão potencializados, aumentando a chance de repetir a experiência.


Além de nos colocar em situações iminentes de perigo (veja o post anterior!), a privação das emoções e memórias olfativas pode trazer grande impacto na nossa qualidade de vida. O déficit olfativo aumenta a predisposição a desnutrição, diminui o prazer sexual e pode diminuir a expectativa de vida em até 5 anos!


É por isso que com o aumento significativo do número de pessoas com perda do olfato pela COVID-19, quero chamar a atenção de todos sobre a importância desse sentido. Felizmente, a grande maioria das pessoas vem apresentando boa recuperação, mas é importante que a perda de olfato não seja subestimada e um eventual tratamento seja iniciado no momento correto. Nos casos mais graves, iniciar o tratamento tarde demais pode limitar a recuperação plena do olfato.

#juntospelaotorrinolaringologia #juntospelaaborlccf #juntospelaaborl #otorrinolaringologista #aborlccf #aborl #clinicamenon #otorrino #medicina #saude #otorrinolaringologia #vilanovaconceicao #COVID #COVID19 #nariz #qualidadedevida #rinologia #gripe #resfriado #higiene #respirar #aborl #anosmia #olfato #paladar

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo